SINTA-SE AVONTADE...


NOSSO CANTINHO POÉTICO...

ENTRE E PERCORRA TODO JARDIM, SINTA AS FRAGÂNCIAS DO AMOR, ...HUM! ENCANTE-SE, SONHE, SONHE... O AMOR É DOM É DÁDIVA O AMOR É VIDA. AME-SE E SE DEIXE AMAR...

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

V A Z I O

Adicionar legenda


VAZIO


Em sono profundo me afastei da vida
Queria conversar com minha alma
Ir ao encontro do meu inconsciente
Intender a profundeza do amor
Sentimento que invadiu meu coração
Enxergar no silêncio o que me restava
Dos fragmentos do amor que inventei
No túnel obscuro da minha existência
A vida morreu o amor não existe
Silêncio só o que ouço, o sonho acabou
Só a memória esqueceu-se de esquecer
Meu coração é de carne, sangra...
E o amor se esvai...

Marta Lucena








domingo, 15 de dezembro de 2013

VINHO E ÊXTASE...



Vinho  e  Êxtase

Sou teu vinho, teu êxtase
Meu cheiro de vinho
Aveludado
Doce
Meio amargo
Deslizam pelos meus seios avolumados
De Bacco deus do vinho és o retrato
Meus seios há tua espera, esperam
Em desejos, sedentos,  borbulhantes 
Exalando  perfumes  flambados
De buquês de orquídeas e lírios
Branco rosados.

Meus seios duas taças de vinho
Dançam a tua frente  soltos
Sensuais libidinosos sedentos...
Tua boca faminta os acaricia
De gota em gota tua língua
Devora em  volúpia o sugo
Do vinho derramado
Nos meus seios vinho e carne
Meus seios teu êxtase,
Meus seios puros e sagrados.

Marta Lucena

VOLÚPIA DO OLHAR


Volúpia do Olhar

O teu olhar no meu olhar
é como ima, opostos se atraem
foco, luz, fogo que acende
chama que queima, luz que mostra a direção.
O teu olhar é meu caminho diário para o amor
o teu olhar é rotina que não  enjoa
o teu olhar é raio X ler minhas entranhas
meus desejos, anseios, o teu olhar seduz
O teu olhar há o teu olhar
busco, procuro, quero.
Pelo teu olhar viajo fico a beira do caminho
vou há lugares, perdidos, inusitados
Não quero voltar.
Santo olhar, divino, profundo, único olhar
O teu olhar tem mistérios, entre cores
íris, brilho, retina os mistérios não
quero desvendar.
O teu olhar me umedece, desnuda
é no teu olhar que descanso o meu prazer.
O teu olhar no meu olhar é explosão
O teu olhar me completa, desperta
me faz mulher, fêmea, feliz, desejada, saciada.
Nosso olhar se funde só um olhar,
Do teu olhar não me escondo. 
Do teu olhar necessito.
Meu olhar, teu olhar, nosso olhar,
Encontro de almas, linha direta para o amor.

Marta Lucena

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

"IN MEMORIAM"



“In memoriam”

É tarde para os nossos sonhos não realizados
Somos uma história de amor sem esperança
O passado já nos distanciou, faz tanto tempo?
Ou não faz? Que importa o tempo
Não tivemos tempo para cultivar o amor
Nossos sorrisos amarelaram, a voz emudeceu
Perdemo-nos no meio do caminho...
Nem sei mais de você, nem do teu jardim
As flores que colheste para mim secaram
O orvalho que nelas continha, transformou-se
Em lágrimas, fonte de tristeza, dor doida...
Os espinhos cravaram-me a carne, feriu minha alma
Hoje as flores que colheste um dia para mim...
Estão “in memoriam” enfeitando a lápide
 Onde jaz o nosso amor...
O sonho acabou.

Marta Lucena

terça-feira, 17 de setembro de 2013

EXISTIMOS


Existimos

Você é sol
Que alimenta
Meu coração em desejos
Aventuro-me
Nos sonhos
Excesso de vontades
Meu silêncio
Grita te quero
Uma parte de te
Quer-me por inteiro.
Quero tua poesia
Em meu canto
Encanto-me
Fecundas a minha alma
Com o teu amor febril
Tenho sede da tua boca
Fecho meus olhos
Sinto teu beijo
Eternizo esse amor
Que não tem jeito
Ele é todo seu...
Olhe em sua volta
Só nós dois existimos
Aconteceu...É eterno.


Marta Lucena 

sábado, 24 de agosto de 2013

CHEGOU A HORA...



 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Chegou A Hora...

Não vou deixar para manhã
Hoje eu quero dizer “Te Amo”
Quero hoje explodir de amor
A manhã talvez eu me cale
Amanhã pode haver desencontros
Hoje quero te encontra
E dizer a você eu te Amo
Simples assim Eu te Amo
Quantas vezes em sonhos
Percorri caminhos
Indo ao teu encontro e...
Em abraços, beijos e carinhos.
Declarei Eu amo Você!
Hoje agora é o meu limite
O meu amor não quer esperar
O meu amor não é botão...É flor
O amor desabrochou aqui dentro
Hoje você vai me ouvir dizer
Eu te Amo meu amor!
Hoje vou te encantar com um sorriso
Hoje nada tem importância só você
O meu amor é teu eu sou tua
Eu te Amo... Não quero calar
Não quero deixar para depois
Hoje é definitivo, chegou a hora
já tenho todas as palavras
Ensaiadas, decoradas, encenadas...
Para dizer-te do meu amor
Para recomeçar a viver pelo teu amor
Para saberes que és amado
A manhã pode ser tarde...
Há muito quero te dizer...
EU TE AMO!


Marta Lucena

Maria Flor do Sertão



























Maria Flor do Sertão

Sou Maria bonita do meu sertão
morena de Maria flor que brota
nos torrões de corações ingratos
de amores escancarados, escondidos
vividos no sertão do meu nordeste.

Sou Maria flor de bugarí
Faceira, brejeira, delicada
formosa feito lua cheia
de curvas que o vento viaja
morena como a noite enluarada
bem querer de desejos desejada.

Maria flor do campo sou
flor de Maria perfumada
flor do mato essência da terra
Maria de todas lendas,
flor mais bela, natureza
cheirosa como açucena
linda, morena emplumada.

Sou Maira flor morena que enlouquece
bela flor de olhos que incendeiam
cantada em versos de poemas e poesias
pele viçosa, de pétalas macia
canto de mãe d’água encantada
Estou há espera do amor confesso
há espera de amar e ser amada.


"Linda Maria Flor, morena do sertão do nordeste."


Marta Lucena

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

APENAS AMO




Apenas Amo
 Sou teu anjo tua guarida
Teu cobertor em noite fria
Sou a semente que semeia
Tua alma, feitiço de amor
Te pego pela mão menino
Levo-te para ver o pôr do sol
Teu olhar perdido no infinito
Olho teu semblante, lindo!
Nossas mãos entrelaçam...
O anoitecer logo chegará
Amo te amar.
 
Marta Lucena

sábado, 15 de junho de 2013

NOSSO AMOR É LINDO!


Nosso Amor é Lindo!

Quando estamos em nosso canto
Olho no olho, suspiros de amor
Promessas,  sonhos, olhares
Peço-te um sorriso
E dizes...
Pelo menos um para te guardei
O meu amor naquele instante
Eterniza-se, que importa a vida
Você me importa, o meu universo
Resume-se ao nosso ninho de amor
Que inventei...
Lá fora é silêncio a cidade dorme
Nada falamos só sentimos
Em cada gesto um desejo infindo
Tuas mãos em meu corpo imagino
Nossos pensamentos encontram-se
No repouso de nossas almas
Apaixonadas, doce harmonia.
Na calada da madruga
Banhamo-nos de amor e poesia
De um jeito dengoso
Terno, apaixonante
Sublime...
Nada compreendo só sinto
Em abraços adormecemos
No nosso canto...
No nosso ninho... De amor.
Amor! Amor! Amor!..


Marta Lucena –

segunda-feira, 10 de junho de 2013

TE ESPERO...



 Te Espero...


Tua timidez me atrai homem
Debulho em pensamentos
Como seria te amar
Estamos na construção do amor
Eu te quero envolvido entregue
Aprisionado ao meu coração
Não sei se vou te ter um dia
Talvez seja uma ilusão
Em sentimentos já te tenho
Sinto-te tão próximo
Entra...
A porta está aberta
Vem!

Existe um paraíso a tua frente
Estou só... Espero-te
Envolve-se
Ama-me
Escreve-me.
Não deixa passar o tempo
Somos livres.
Tua timidez é só paixão
Entrega-me o teu amor
Amarei-te com todas as forças
Amarei-te com luxuria, devaneios.
Vem para o nosso paraíso...
Espero-te em sorrisos
Vem?

Marta Lucena